Página Principal Contato

PAÍSES DA AMÉRICA DO SUL
História e Geografia

Argentina - Bolívia - Brasil - Chile - Colômbia - Equador - Guiana
Guiana Francesa - Paraguai - Peru - Suriname - Uruguai - Venezuela

Guiana
@

A paisagem da Guiana pode ser dividida esquematicamente em três regiões: uma planície estreita e pantanosa ao longo da costa do oceano Atlântico, uma faixa de areia branca mais para interior onde crescem florestas húmidas e onde se situa a maioria dos depósitos minerais do país, e por fim as grandes terras altas do interior, que consistem principalmente de savanas e de montanhas, a maior das quais é o monte Roraima, com 2 835 m. Os rios mais importantes são o Essequibo, o Demerara, o Corentyne, o Rupununi e o Berbice.

O clima é tropical e em geral quente e húmido, moderado pelos ventos alísios de nordeste ao longo da costa. Existem duas estações das chuvas, a primeira entre Maio e meados de Agosto, e a segunda de meados de Novembro a meados de Janeiro.A planície costeira, de 430km de comprimento e aproximadamente 15 a 65km de largura, é resultado da ação do homem nos cinco e sete quilômetros iniciais, já que, porque a terra ficava coberta pelo mar durante as marés altas, foi preciso construir, como nos Países Baixos, vários canais e mais de 260km de diques para drená-la e protegê-la da água.

Em direção ao interior, continuando a planície costeira, estende-se uma faixa de 150 a 180km de ondulantes colinas de pouca altura. A região é coberta de areias brancas e uma pequena savana a leste. As areias cobrem também um baixo platô cristalino que, em geral, não vai além de 150m de altitude.

No sul do país, o planalto de Kaieteur, com cerca de 500m de altitude, forma a extensa região dos campos de Rupununi. Este planalto culmina na serra Acaraí e é coroado, na fronteira ocidental, pelos montes Pacaraima, que atingem 2.772m de altitude no maciço de Roraima, na fronteira com o Brasil.

O clima é quente e úmido, com temperaturas bastante uniformes no decorrer do ano. A estação seca prolonga-se de setembro a novembro na costa e de setembro a fevereiro no interior.

A Guiana tem quatro rios principais, o Corentyne, o Berbice, o Demerara e o Essequibo. Todos correm de sul para o norte, desembocando no Atlântico. São célebres as cataratas de Kaieteur (226m de altura), no rio Potaro, e as de Kamaria.

Quase quatro quintos do território são cobertos pela floresta tropical, com espécies de boa madeira e produtoras de látex, como a balata. Na costa, são abundantes os manguezais e as ervas resistentes ao sal, que ajudam a fixar a terra. Nos campos, predomina a vegetação alta e arbustiva.

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/3d/Hoatzin.jpg/200px-Hoatzin.jpg

O jacu-cigano é a ave-símbolo da Guiana.
A fauna é rica e variada, idêntica à de outras outras regiões da Amazônia: antas, onças, macacos, tatus, jacarés, aves e insetos em profusão, etc.

História da Guiana

Explorada por navegantes espanhóis a partir de 1499, a Guiana passou a ser ocupada por holandeses no início do século XVII. Em 1814, a Holanda cedeu a região aos ingleses, que a batizaram oficialmente de Guiana Inglesa em 1831. As autoridades coloniais, diante das dificuldades encontradas para recrutar trabalhadores braçais entre os indígenas, decidiram substituí-los por escravos negros. Com a abolição da escravidão em 1837, os trabalhadores indianos substituíram os negros nas plantações do interior. Esses traslados de consideráveis contingentes humanos são responsáveis pela pouca homogenidade da população do país.

Cheddi Jagan fundou em 1950 o Partido Progressista Popular, grupo político formado principalmente, pela população de origem mestiça, e apresentou um programa de profundas reformas sociais, ao mesmo tempo que se mostrava partidário da independência. O Congresso Nacional Popular, partido dos negros, dirigido por Forbes Burnham e menos radical em suas demandas, conseguiu o apoio da população branca, formada principalmente por descendentes de ex-trabalhadores contratados, vindos da Ilha da Madeira no século XIX. Jagan ganhou as eleições de 1961, mas vários distúrbios de caráter racial retardaram a Independência. Jagan venceu as novas eleições em 1964. Pouco depois, o governador inglês nomeou Burnham como primeiro-ministro. Em 1966 o país alcançou sua Independência dentro da Commonwealth.